Fitness,  Lifestyle,  Nutrição

Como manter a rotina de treino e dieta na quarentena

A quarentena chegou já faz 2 meses e todos tivemos que nos adaptar para conseguir manter nossas atividades, sejam elas, o trabalho, a escola, a faculdade, os filhos, etc. Mas o que eu eu mais tenho visto dificuldade é de manter uma rotina em relação a alimentação e treino, que é super normal né? Em casa a gente tem várias tentações, como os biscoitos do armário ou o sofá no fim do dia. Isso sem contar que a ansiedade de todo mundo ta maior com toda essa situação, né? 

Por isso fiz esse post com algumas dicas que podem ajudar nesse momento em relação à dieta e treino.

1. Faça o planejamento de suas refeições

Quando você está em casa, você tem 2 opções, preparar sua própria comida ou pedir para entregar. E na correria do dia a dia (ou na falta dela), é muito fácil chegar na hora da fome, ir para a cozinha e decidir pela lasanha congelada do que ir preparar um arroz integral com frango. 

Então, pra evitar essa situação, você pode fazer um planejamento do dia seguinte ou da semana, com todas as suas refeições. Tire um dia para preparar tudo, tipo arroz integral para semana, já faz feijão e congela, frango, e outras coisas fáceis de armazenar e pegar na hora. 

2. Separe uma quantidade e coma fora da cozinha

Se você tem a tendência a comer mais do que deve, minha sugestão é você fazer um único prato, que você não poderá repetir e comer longe da cozinha. Ou até já deixar as marmitinhas prontas com as porções certinhas quando fizer seu planejamento.

3. Diferencie a fome da ansiedade 

É muito comum, quando a gente tá entediado, triste ou ansioso, ficar desesperado querendo comer alguma coisa. Isso se chama fome psicológica e, considerando o momento que estamos vivendo, ela aumenta bastante. 

Quando se sentir assim, tente parar por um momento, respirar profundamente algumas vezes e pensar no que está sentindo. Você pode se perguntar: Eu estou realmente com fome? Porque eu estou me sentindo assim?

Depois disso, outra sugestão é tirar o foco daquilo com alguma atividade como um alongamento, ligar para um amigo para conversar, brincar com seu cachorro, etc.

4. Se errou, não chute o balde, recomece

Sabe aquela história do “já que…”? Então, o que a gente normalmente faz é: tive uma escorregada na quinta, então não vou seguir mais a dieta, já que o final de semana tá ai e segunda eu recomeço.

Gente, deslizou? Reconheça, não se sinta culpado e simplesmente volte em seguida para a linha. Tá tudo bem, não precisa usar o erro de um dia para anular 3.

5. Estabeleça regras e defina os momentos de jacada

Para conseguir manter um equilíbrio, eu gosto de definir regras para poder ter meus momento para comer uma pizza, tomar um vinho, comer um brigadeiro. 

A lógica é a seguinte, se você deixar pra decidir na hora de comer entre a pizza e a salada, a chance de você decidir pela pizza terça, quarta, quinta, sexta, sábado e domingo é grande. Então, já decida antes pra não ter dúvida na hora, pense que dia você vai poder quebrar a dieta. Vai ser uma pizza no jantar do sábado? Vai ser uma macarronada no almoço de domingo? Pode ser o que você quiser na refeição e no dia que você escolher. Aproveite e depois volte à rotina. Eu normalmente deixo para sábado ou domingo, quando estou mais tranquila.

6. Decida antes o seu horário para treinar

Assim como o restante que já falamos, nosso cérebro sempre vai decidir pela alternativa mais prazerosa ou do menor esforço. Então se você falar “Amanhã vou treinar” e não decidir o horário, vai ficar sempre jogando pra depois, até a hora que for dormir. Não precisa ser sempre um horário fixo, tem dias que eu treino de manha e dias que treino a noite de acordo com as tarefas que tenho, mas eu já me programo no dia anterior.

7. Defina que treino você vai fazer fazer e prepare-se

Beleza, você decidiu que ia treinar no horário tal, chegou nesse momento e pensou: “Tá, e agora? O que eu faço?”. Aí lá vai você procurar treino na internet, gastar meia hora vendo os vídeos, arruma 30 desculpas (esse tem muito braço, aquele eu não tenho garrafa de amaciante pra usar de peso, o outro não gostei das músicas, etc). Conclusão? Ou você desiste ou encontra um treino depois de muito tempo, mas faz rapidinho porque já vai dar o horário de outro compromisso. 

Então de novo, decida antes! Decida exatamente a aula ou treino que você vai fazer e já deixa tudo o que você vai precisar separado: roupa, tênis, toalha, pesinhos alternativos, se necessário, etc. Se quiser algumas opções, nesse post eu falo sobre as lives e apps de treino que eu tenho usado. 

A chave de manter uma rotina saudável é a organização e isso não só durante a quarentena, mas você pode levar essas dicas para qualquer momento. Estamos todos juntos nessa e precisamos fazer o que pudermos para nos ajudar, por isso, se você gostou, compartilhe com uma pessoa que você acha que vai aproveitar essas dicas também! E fique bem! Um beijo, um queijo e até mais! 

Publicitária, estudando Educação física, um ser aprendiz em busca de uma vida mais leve.